Crie seu Flog Brasil grátis | Esqueceu a senha?

Principais Acontecimentos dos Século XIX

OUT16
« Anterior Próxima »
Principais Acontecimentos dos Século XIX
Postada em 16/10/2007 às 18h55.

Contexto sócio-político da época: · teorias de nova interpretação da realidade - Positivismo, Socialismo Científico e Evolucionismo
· no Brasil, campanha abolicionista a partir de 1850 que culmina com a Lei Áurea em 1888
· fundação do Partido Republicano nacional após a Guerra do Paraguai
· decadência da monarquia brasileira
· fim da mão-de-obra escrava e sua substituição por trabalho assalariado
· imigrantes europeus para a lavoura cafeeira
· economia mais voltada para o mercado externo, sem colonialismo
No século XIX, após um crescimento contínuo da grande lavoura de exportação ( cana-de-açúcar), que se confundiu com a expansão do café pelas serras e vales do interior da província do Rio de Janeiro, começaram a aparecer sinais evidentes de que a agricultura brasileira vivia uma profunda crise. Esta crise era atribuída, sobretudo, à falta de braços (pelo fim da escravidão) e de capitais, além do atraso técnico e administrativo na condução das lavouras.
A maioria dos grandes proprietários acreditava na exploração extensiva dos sistemas de produção, através da expansão das fronteiras agrícolas, abandonando as lavouras atuais quando estas não tivessem mais produtividade satisfatória e indo em busca de novas áreas reiniciando, assim, o ciclo de exploração da fertilidade dos solos. Esta era a cultura nômade de expropriação do solo brasileiro, na qual pouco se pensava nas consequências negativas dos manejos agropecuários empregados, especialmente no que diz respeito à destruição florestal.

O início do século XIX no Brasil é marcado, em 1808, pela chegada da família real portuguesa, que fugia do conflito entre a França napoleônica e a Inglaterra. No Brasil, ainda, apreciava-se a arte barroca-colonial.
Dom João VI e mais uma comitiva de 15000 pessoas desembarcaram na Bahia em janeiro de 1808, mas em março do mesmo ano transferiram-se para o Rio de Janeiro.
A transferência da côrte portuguesa para o Brasil e a elevação da colônia a Reino Unido e sede do governo metropolitano renovaram o país. Nessa cidade o soberano português começou uma série de reformas administrativas, sócio-econômicas e culturais, para adaptá-la às necessidades dos nobres que vieram com ele e sua família. Assim, foram criadas as primeiras fábricas e fundadas instituições como o Banco do Brasil, a Biblioteca Real, o Museu Real e a Imprensa Régia.

Pintura Brasileira do Século XIX
As principais obras de referência bibliográfica sobre pintura no Brasil foram produzidas por Teodoro Braga (Artistas Pintores no Brasil, 1942), Robert Smith (seção de artes do Manual Bibliográfico de Estudos Brasileiros, 1949) e José Valladares (Estudos de Arte Brasileira, 1960). O trabalho de Robert Smith foi continuado por José Valladares que, adotando metodologia muito semelhante, complementou as mais de 900 referências originais com quase 700 outras atualizadas até o ano de 1958. Entretanto, não são referências específicas sobre pintura, incluindo diversas outras formas de arte e abrangendo manifestações desde o século XVII ao XX. Já a obra pioneira de Teodoro Braga volta-se exclusivamente para a pintura, embora seja muito concisa e apresente sérias deficiências de organização e revisão. Nenhuma delas trata com exclusividade da pintura brasileira do século XIX, mas todas as três são fontes indispensáveis de consulta, o que também se aplica ao Dicionário Crítico da Pintura no Brasil (1988), de José Roberto Teixeira Leite. A relação apresentada nesta página pretende fornecer uma base consolidada de informação bibliográfica para o estudo da pintura brasileira no período de 1800 a 1918 (e mesmo, em certos casos, até os primeiros anos da década de 1930).

século XIX

1641
· O entrudo, uma festa popular portuguesa, desembarca na cidade do Rio de Janeiro.
1855
· É fundada a 1ª sociedade carnavalesca, a Tenentes do Diabo (inicialmente com o nome Zuavos Carnavalescos). Suas cores são o vermelho e preto, e são conhecidos por baetas, por usarem as mesmas cores do tecido (baeta) muito usado na época para a confecção de cobertores.
· 1º desfile feito pelo clube Congresso das Sumidades Carnavalescas.
· É inaugurado o precursor da vida noturna do Rio de Janeiro, o teatro Alcazar, na antiga rua da Vala, atual Uruguaiana.
1866
· O farmacêutico norte-americano John Pemberton cria a coca-cola
1868
· No Rio, surgem os bondes de tração animal, pertencentes à Companhia de Carris da Tijuca. Seu nome originou-se dos talões vendidos para facilitar o troco, denominados “bonds”.
1869
· Surge uma nova sociedade, o Clube dos Fenianos. Seu nome foi inspirado no movimento revolucionário irlandês de 1861 contra a Inglaterra. São conhecidos como gatos.
1870

Surge o maxixe, primeira dança brasileira.
1873
· Surge o primeiro rancho carnavalesco, o Reis de Ouro, fundado pelo baiano Hilário Jovino Ferreira (os ranchos iriam desaparecer no início da década de 1920).
1876
· É instalado o primeiro telefone no Brasil, na residência de D. Pedro II.
· Os brasileirinhos começam a consumir a farinha láctea Nestlé.
1877
· No Rio surgem os "Pufes", que eram uma espécie de desafio guerreiro entre os blocos, em versos.
1878
· O norte-americanoThomas Edison funda a GE, General Electric, e começa a fabricar o seu próprio invento, a lâmpada.
1880
· No Rio de Janeiro, surgem os primeiros conjuntos de choro.
1888
· Lei Áurea: É abolida juridicamente a escravidão no Brasil, quando já 95% dos negros tinham conquistado a liberdade por seus próprios esforços.
1889
· O Marechal Deodoro da Fonseca proclama a República do Brasil.
· É feita a 1ª gravação oficial no Brasil (em cilindro), reproduzindo a voz do Visconde de Cavalcanti.
· A Princesa Imperial pede que seja repetida a experiência anterior do dia 9 de novembro (gravação de disco), agora em seu palácio, para que seus filhos, os príncipes do Grão Pará e D. Augusto, possam conhecer o fonógrafo e a forma de gravação. Após a demonstração o Sr. Conde D' Eu declarou: “...achar a invenção muito boa, mas tinha certeza de que o público não adotaria pois acreditaria que fosse artes do diabo, ou almas do outro mundo”.
1890
· O Jornal da Província, fundado em 1874, torna-se o Estado de São Paulo.
1891
· Forte corrente imigratória européia no Brasil.
· Transferência do carnaval- As autoridades, por razões médicas, tentam transferir o carnaval para junho, por ser uma época mais amena; de nada adianta; fica em fevereiro mesmo. No ano seguinte tentam novamente mas não conseguem.
1892
· No carnaval desse ano surgem as serpentinas e confetes, vindas de Paris.
1894
· Charles Miller, paulista filho de imigrantes ingleses, traz o futebol para o Brasil.
· No Rio é inaugurada a Confeitaria Colombo.
1895
· Em São Paulo é inaugurado o Museu do Ipiranga.
1896
· Guerra dos Canudos - Levante de Antônio Conselheiro em Canudos.

Fonte: [graudez.com.br/literatura]

Orkut
literatura

literatura

14 anos, solteiro(a)
Bento Gonçalves / RS

: P

. Literatura . O Cortiço de Aluísio Azevedo - Turma 26M
Abril
  • Abril
  • Março
  • Fevereiro
  • Janeiro
2014
d s t q q s s
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30      
Exibir calendário